RJ tem primeiro dia de alterações operacionais na SuperVia; 40 trens foram retirados de circulação

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

Começaram nesta segunda-feira (18) as alterações operacionais feitas pela Supervia devido à retirada de 40 trens de circulação do sistema ferroviário fluminense. Passageiros enfrentam plataformas cheias em algumas estações. A concessionária afirma que os intervalos entre as composições estão instáveis. Os usuários do sistema contam que enfrentam atrasos. Entre as alterações feitas pela Supervia estão acréscimo nos intervalos dos trens e composições menores circulando. Os ramais Deodoro, Santa Cruz e Japeri possuíam intervalos irregulares às 6h45. No ramal Belford Roxo tem intervalo médio de 15 minutos. A empresa informou neste domingo (17) que terá que retirar 40 trens de circulação por causa de problemas em série detectados nas caixas de tração (engrenagem que transmite energia do motor para eixo e rodas), ainda em fase de garantia de fábrica. A frota total conta com 201 trens, entre os em operação e os que passam por manutenção preventiva e programada. Funcionária avisa os passageiros sobre os intervalos irregulares nos trans da Supervia — Foto: Reprodução/ TV Globo Ainda de acordo com a concessionária, os trens defeituosos foram entregues e incluídos na operação entre 2014 e 2016 pelo Governo do Estado do Rio, que os comprou da uma empresa chinesa, o consórcio CRRC. SuperVia acrescenta que a empresa já promoveu um recall para corrigir o problema, “mas sem resolvê-lo”. “Com o aumento da frequência das falhas, a SuperVia intensificou as vistorias, o que levou à retirada desses 40 trens de circulação por orientação do próprio fabricante chinês”, disse a concessionária. A SuperVia informou ainda que as alterações operacionais necessárias serão: acréscimo nos tempos dos intervalos entre trens dos ramais Japeri e Santa Cruz e no trecho entre Gramacho e Saracuruna; e, ainda, algumas viagens do ramal Deodoro serão realizadas em trens de quatro carros, em vez de oito carros. “A SuperVia e o poder concedente (Governo do Estado) estão atuando de forma contundente junto aos fornecedores para que o serviço retorne à normalidade o mais rápido possível. As caixas de tração são fornecidas ao Consórcio CRRC pela Voith, empresa alemã”, disse o comunicado da concessionária. Ramal de Deodoro terá composições com quatro carros em vez de oito — Foto: Divulgação/Supervia

Fonte: https://g1.globo.com/rj/rio-de-janeiro/noticia/2019/11/18/rj-tem-primeiro-dia-de-alteracoes-operacionais-na-supervia-40-trens-foram-retirados-de-circulacao.ghtml

Ajude-nos compartilhando com seus amigos