Escutei o grito de socorro de uma vítima, diz agricultor sobre queda de avião em Cascavel

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

“Escutei o grito de socorro de uma vítima. A gente chegou lá e já pode ver que tinha uma vítima morta e outra pedindo socorro”, contou o agricultor Dirceu de Oliveira Maciel que foi ao local onde caiu um avião de pequeno em Cascavel, no oeste do Paraná, no domingo (17). A aeronave caiu na área rural da cidade, no meio da mata, na tarde de domingo. Três pessoas morreram. Três pessoas morreram e uma ficou ferida em queda de avião em Cascavel, no Domingo (17) — Foto: Cícero Bittencourt/ RPC Cascavel Ainda segundo Maciel, ele não conseguiu ver quantas pessoas mais que tinham dentro da aeronave. Ele, então, decidiu voltar e ligar para o Samu e para a polícia. Avião caiu, em Cascavel, no domingo (17) — Foto: RPC/Reprodução O apicultor Celonir da Silva também relatou o que aconteceu segundos antes da queda do avião. “Ouvi que parou o motor e escutei logo em seguida o estrondo no meio do mato”, afirmou o apicultor Celonir da Silva, que trabalhava perto do local do acidente. Apicultor conta que ouvi estrondo da queda do avião, em Cascavel — Foto: RPC/Reprodução

Avião fica completamente destruído

O avião ficou completamente destruído, de ponta cabeça entre as árvores. A aeronave pertence a um empresário de Cascavel e tinha sido emprestada. Quatro pessoas estavam no avião. Apenas uma mulher sobreviveu. Ela foi levada em estado grave para o hospital. Já era noite quando os corpos forem retirados – dois deles ficaram presos às ferragens. Avião levava uma família de Cascavel que passou o feriado de 15 de novembro em Santa Catarina — Foto: C[iciero Bittencourt/ RPC Cascavel Família tinha ido passar o feriado no litoral de Santa Catarina — Foto: Arquivo pessoal O piloto tinha experiência. Ele era instrutor de uma escola de aviação, em Cascavel. Ele estava voltando do litoral de Santa Catarina, com uma família que tinha ido passar o feriadão na praia. A aeronave caiu a poucos metros de um aeroporto particular, onde iria pousar. As causas do acidente vão ser investigadas. Uma equipe da Aeronáutica Brasileira deve fazer a perícia técnica na tarde desta segunda-feira (18). Quatro pessoas estavam no avião que caiu, em Cascavel, no domingo (17) — Foto: RPC/Reprodução De acordo com o Cascavel Country Club, Eduardo Philippi, cardiologista e presidente do clube, a filha dele, Fernanda Philippi, de 12 anos, morreram no local. Magnus Padilha era o piloto e também morreu na queda. O corpo dele está sendo velado desde a madrugada desta segunda-feira, conforme informou a Administração de Cemitérios e Serviços Funerários de Cascavel (Acesc). Magnus Padilha pilotava o avião; ele morreu — Foto: Reprodução/Facebook Graziela Philippi, esposa de Eduardo, foi socorrida em estado grave e encaminhada de helicóptero para o Hospital Universitário de Cascavel. Os corpos de Eduardo e Fernanda estão no Instituto Médico-Legal (IML) de Cascavel. Neste início de manhã, o IML informou que os corpos sairão dali assim que familiares forem ao local. O médico cardiologista Eduardo Philippi é uma das vítimas do acidente — Foto: Reprodução/Facebook Três pessoas morreram na queda do avião, em Cascavel — Foto: Cícero Bittencourt/RPC Avião caiu no meio da mata, em Cascavel, na tarde de domingo (17) — Foto: Cícero Bittencourt/RPC

Fonte: https://g1.globo.com/pr/oeste-sudoeste/noticia/2019/11/18/ouvi-que-parou-o-motor-e-escutei-logo-em-seguida-o-estrondo-diz-apicultor-que-trabalhava-perto-de-onde-aviao-caiu-em-cascavel.ghtml

Ajude-nos compartilhando com seus amigos