CBF triplica premiação da seleção, e cada jogadora vai receber 32 mil dólares por campanha na Copa

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

Provocada pelo clima criado no país por causa da campanha da seleção brasileira feminina na Copa do Mundo da França, a CBF vai triplicar a premiação prometida às jogadoras. Eliminadas nas oitavas de final, o valor pago seria de R$ 37,5 mil, mas o presidente Rogério Caboclo garantiu que a entidade vai elevar o prêmio para R$ 120 mil por atleta, que seria o valor pago caso chegassem à semifinal. A informação é da presidente da Federação Paraibana de Futebol (FPF), Michelle Ramalho, que foi chefe da delegação brasileira no torneio. – Eu acredito que pelo desempenho das meninas na Copa da França, com certeza a CBF acertou em tomar esta posição. Conversamos muito com o presidente Rogério Caboclo desde que voltamos da competição e esta semana ele me retornou com uma mensagem, anunciando o aumento no valor da premiação – disse Michelle. Segundo Michelle, Caboclo afirmou que pela forma como o povo brasileiro se envolveu com as jogadoras, na torcida por uma conquista, além da determinação que foi apresentada em campo, a premiação precisaria ser maior, como se tivessem chegado a fases mais decisivas. O valor da premiação que agora a CBF vai dar às atletas é o montante que as jogadoras receberiam caso a equipe fosse às semifinais, segundo o acordo firmado anteriormente. Presidente da Federação Paraibana, Michelle Ramalho foi a chefe de delegação da seleção na Copa da França — Foto: Arquivo Pessoal Sobre os bastidores e o futuro da seleção brasileira feminina, Ramalho preferiu não adiantar nada. Pela proximidade com a jogadora, ela afirmou que Marta pretende disputar mais uma Copa do Mundo e que, mesmo após a competição deste ano, a agora ex-chefe de delegação segue mantendo contato com com as atletas. + O pós-Copa: mulheres relatam dificuldades nas competições nacionais Recentemente, houve um comentário de que a paraibana assumiria um cargo de direção na CBF e pela sua relação com a entidade poderia ser uma diretoria de futebol feminino, que no organograma não consta. O mais próximo é a coordenação de seleções femininas, hoje ocupada por Marcos Aurélio Cunha. Mesmo com o reconhecimento da CBF com o time brasileiro feminino, o valor ainda é discrepante em relação ao que é pago à seleção masculina. Recentemente, a CBF anunciou um prêmio de R$ 35 milhões para jogadores – que receberão, em média, R$ 1 milhão cada – e comissão técnica. *Raniery Soares é repórter da CBN João Pessoa e colabora com o GloboEsporte.com/pb

Fonte: https://globoesporte.globo.com/pb/futebol/noticia/cbf-triplica-premiacao-da-selecao-e-cada-jogadora-vai-receber-32-mil-dolares-por-campanha-na-copa.ghtml

Ajude-nos compartilhando com seus amigos