Bolsonaro admite que o fim da aposentadoria é medida amarga mas reitera apoio irrestrito a Paulo Guedes

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes (Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil)
Da Reuters:
O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira estar feliz com o “casamento esterno” com o ministro Paulo Guedes e com os resultados na economia e defendeu cuidado na dosagem da reforma administrativa, que deve ser apresentada ao Congresso apenas no ano que vem.
“Eu estou muito feliz com esse casamento hétero com o Paulo Guedes na questão da economia, e ele em grande parte é um dos responsáveis pelo nosso governo hoje em dia, no meu entender, ter mais de 50% de apoio por parte da sociedade”, disse o presidente em entrevista à rádio Itatiaia.
Bolsonaro reconheceu na entrevista que a reforma da Previdência, aprovada pelo Congresso neste ano, é uma medida amarga, mas que a população entendeu a necessidade dela.

O presidente disse ainda que uma simplificação tributária é muito bem-vinda, mas ressaltou que não adianta mandar ao Congresso o que o governo acha ideal, mas sim o que é possível de ser aprovado. E defendeu a importância do tempo político e de se saber “dosar o remédio” nas reformas.
(…)

Fonte: https://www.diariodocentrodomundo.com.br/essencial/bolsonaro-admite-que-o-fim-da-aposentadoria-e-medida-amarga-mas-reitera-apoio-irrestrito-a-paulo-guedes/

Ajude-nos compartilhando com seus amigos