Aras diz a Toffoli que não houve devassa no Coaf

Ajude-nos compartilhando com seus amigos

O procurador-geral da República, Augusto Aras, comunicou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o Ministério Público Federal recebeu 972 relatórios de inteligência financeira enviados pela Unidade de Inteligência Financeira (UIF), antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras)
edit

247 – O procurador-geral da República, Augusto Aras, comunicou ao STF (Supremo Tribunal Federal) que o Ministério Público Federal recebeu 972 relatórios de inteligência financeira enviados pela Unidade de Inteligência Financeira (UIF), antigo Coaf (Conselho de Controle de Atividades Financeiras).
A reportagem do portal G1 destaca que “Aras respondeu parte das informações pedidas no sábado pelo ministro Dias Toffoli, presidente do Supremo, sobre o compartilhamento de dados sigilosos entre a UIF e o Ministério Público Federal. Conforme o procurador, o MPF nunca encomenda Relatório de Inteligência Financeira (RIF) a órgãos de inteligência – apenas pede informações adicionais ou esclarecimentos.”
A matéria ainda acrescenta que “Aras também afirmou que as comunicações recebidas não incluem extratos financeiros completos e rejeitou a possibilidade de ‘devassa’ nas movimentações de contribuintes por parte do órgão.”

Fonte: https://www.brasil247.com/regionais/brasilia/aras-diz-a-toffoli-que-nao-houve-devassa-no-coaf

Ajude-nos compartilhando com seus amigos